Uso adequado de equipamento de segurança

Apesar das estatísticas da AEAT de 2015 mostrarem que o número de acidentes diminuiu de 712.302 para 612.632 disponível na página da Secretaria de Previdência do Ministério da Fazenda na internet. Esses números ainda são alarmantes e merecem muita atenção.

E a falta de treinamento e do uso de equipamentos de proteção nas obras e nas empresas já que eles são essenciais para garantir a integridade e saúde dos trabalhadores são preocupantes.

Em muitas atividades que fazem parte do dia a dia de um trabalhador apresentam características arriscadas, como o trabalho em altura, o manuseio de equipamentos e produtos químicos que requerem o máximo de atenção em sua utilização.

Quando um funcionário não utiliza adequadamente o Equipamento de Proteção Individual (EPIs) e Coletiva (EPCs) é um dos principais causadores de acidentes de trabalho.

Precisa de EPI

Os EPIs são equipamentos que deverão fazer parte do uniforme de trabalho de todo e qualquer trabalhador que exerça atividades que possam comprometer a integridade física ou mental.

Esses dispositivos tem a finalidade de protege-los de riscos à sua saúde e segurança enquanto desenvolvem determinadas atividades profissionais.

Dentre as categorias dos Equipamentos de Proteção Individual estão:

  • Proteção da cabeça: capacete, capuz;
  • Proteção dos olhos e face: óculos, máscaras;
  • Proteção auditiva: protetor auricular, abafadores;
  • Proteção respiratória: respirador;
  • Proteção do tronco: coletes;
  • Proteção dos membros superiores: luvas, braçadeiras;
  • Proteção dos membros inferiores: botas, calças

Os EPCs têm os mesmos objetivos, mas para proteção coletiva de toda a empresa.

Entre os principais Equipamentos de Proteção Coletiva destacam-se: os cones, fitas e placas de sinalização, alarmes, chuveiros lava-olhos, telas, redes, plataformas, grades e dispositivos de bloqueio, barreiras contra luminosidade e radiação, exaustores, corrimão, extintores de incêndio.

Existe uma Norma Regulamentadora (NR) que exige que o empregador adquira EPIs de acordo com o risco de cada atividade, oriente quanto ao manuseio de forma adequada, exija seu uso e se responsabilize pela troca e manutenção quando necessário.

É fundamental verificar se os equipamentos de proteção individual e coletivo estão sendo utilizados.

Também é de responsabilidade da empresa capacitar seus funcionários através de treinamentos obrigatórios, palestras em segurança e saúde do trabalho de forma simples e centralizada.

Sua empresa faz uso de EPIs e EPCs?

About Author:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *